sábado, 27 de outubro de 2012

mais uma hora

o tempo cavalga nas horas
sempre com pressa de chegar.
parte sem nunca dizer se volta
acaba sempre por voltar.

e na correria das estações
perde a noção da viagem
alonga-se nos segundos
minutos sem paragem

vagabundo, faz-nos correr atrás
esgueirando-se em cada encruzilhada
julgando não ser capaz
de ser caço na teia dos ponteiros.

quando corre depressa nunca demora
e as vezes por puro capricho, sossega
deixa-se ficar...
da-nos mais uma hora.

2 comentários:

  1. O tempo passa, nós envelhecemos e a alma... a alma prepara-se para a sua verdadeira e eterna viagem!

    Gostei!

    ResponderEliminar